Arquivo por categoria linux

Trickle

Utilizando o trickle para limitar a velocidade de transmissão de arquivos

 

Hoje vou mostrar como limitar o download/upload de arquivos através da rede por linha de comando.  Logico  que existem várias formas de fazer e cada programa tem sua utilidade e seu uso.

Vamos dizer que você queira fazer o download de um arquivo .ISO do ubuntu  e queira limitar o download a 100kb por segungo.

Vou mostrar de duas formas:

Utilizando o wget

wget --limit-rate=100k http://www.mirrorservice.org/sites/releases.ubuntu.com//precise/ubuntu-12.04.2-desktop-amd64.iso

 Utilizando o trickle

trickle -s -d 100 http://www.mirrorservice.org/sites/releases.ubuntu.com//precise/ubuntu-12.04.2-desktop-amd64.iso

Os dois comandos fazem exatamente a mesma coisa, eles fazem o download do arquivo ubuntu e o colocam na pasta corrente onde o comando esta sendo executado.

Agora vou mostrar uma outra necessidade, preciso atualizar todos os pacotes da minha distribução e sabemos que tanto o apt-get como o aptitude utilizam toda a banda de download . Este seria o momento certo de utilizar o trickle , tendo em vista,  que o  wget não recebe outros programas como entrada padrão.

Atualizando os pacotes via aptitude utilizando somente 100kb da rede.

trickle -s -d 100 aptitude safe-upgrade -y

Com este comando todos os pacotes serão atualizados utilizando somente 100kb da rede até que todos os downloads sejam finalizados.

Este comando acredito que possa ser utilizado em  conjunto com qualquer outro que utilize a rede como entrada de dados.

Vamos testar então.

Fazendo um speedTest para testar se a limitação realmente esta funcionando.

Vou abrir meu browser  chrome na página do speedTest.net  para testar se a limitação realmente esta acontecendo.  O “2 > /dev/null” redireciona  os erros (stdout) de plugins para /dev/null , pois,   assim  não  ficarei vendo erros na tela 😛

A saída  será  algo em torno de 0,520MB mais ou menos.

trickle -s -d 60 /opt/google/chrome/chrome http://www.speedtest.net/  2> /dev/null

Por hoje é isso, quer maiores informações ???

man trickle

Abraços.

Dinei

Tags: , , ,

Utilizando rsync + ssh

Bem hoje será uma nota rápida que tive que procurar ajuda no google ( obrigado amigão ) porque somente pelo manual não consegui resolver.

O problema: Uma das máquinas que precisava ser sincronizado o conteúdo via rsync + ssh não estava usando a porta padrão do ssh 22 e sim uma porta modificada que nesse exemplo será a 2200.

o que diz o manual

#man rsync 
....
 -s, --protect-args          no space-splitting; wildcard chars only
     --address=ADDRESS       bind address for outgoing socket to daemon
     --port=PORT             specify double-colon alternate port number
....

Só que para mim não funcionou. 🙁

a sintaxe é simples.

rsync -avz -e ssh  /var/www/html  usuario@host.destino.com.br:/var/www/

Porém dessa forma não funciona porque a porta do ssh não é a padrão então será necessário modifica-la ficando dessa forma.

rsync -avz -e ssh --rsh='ssh -p2200' /var/www/html  usuario@host.destino.com.br:/var/www/

Pronto resolvido agora o ssh utilizará a porta 2200 que é a porta correta.

Estou escrevendo esse post mais para poder ter um local de consulta posterior porque já precisei disso pelo menos umas três vezes.

Tenha uma ótima semana de trabalho amigos.
Fui….

Tags: , ,